Mensagem

 

1 - Carta da Amizade 01A Ponte da Amizade – Ponte Internacional entre Vila Nova de Cerveira e Tomiño representou um marco histórico para as gentes dos dois Concelhos: a concretização de um sonho de muitos anos que permitiu agilizar as relações entre as duas comunidades vizinhas, aprofundar laços históricos, relançar o intercâmbio comercial e reforçar os laços culturais entre os dois polos amigos.

Mas esta travessia demonstrou ser algo mais do que uma grande obra física, demonstrou que não existem fronteiras num espaço que a natureza desenhou de forma contínua. Os povos irmãos têm pontes para diluir as fronteiras e, neste caso, o Minho funciona como uma fórmula perfeita de dissolução química das nossas diferenças, para ressaltar as nossas similitudes e semelhanças.

Estamos convencidos de que foram muitas as horas de trabalho dedicadas pelos autarcas que nos anos 80 sonharam com esta travessia rodoviária, passando pelos da década de 90 e seguintes, contribuindo decisivamente para dar corpo e materializar o projeto. Houve muito trabalho conjunto do concelho de Tomiño e da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira com a Junta da Galiza e a CCDR-Norte para ultrapassar os inúmeros obstáculos que o processo conheceu.

A Euro-Região Galiza – Norte de Portugal ficou mais valorizada com a supressão de um constrangimento na mobilidade entre as duas margens do Rio Minho, e a consequente potencialização das relações transfronteiriças.

A ponte significa centralidade e conetividade, abrindo portas no plano económico, cultural, turístico e no repensar do território como um espaço único. Neste sentido, a 11 de junho, em celebração do 10º aniversário da Ponte da Amizade, assinou-se a “Carta da Amizade” para que entre os dois municípios se potencie a realização de iniciativas comuns e se promova a cooperação institucional.

Esta importante infraestrutura com o serviço prestado durante esta década já justificou plenamente e confirmou a excelente decisão que foi a sua construção. Mas nós queremos alargar ainda mais esta ‘ponte’ de amizade através da consolidação das relações bilaterais entre cerveirenses e tomiñenses e da formalização do trabalho que já se faz em conjunto.

Queremos desenvolver projetos comuns e contribuir para uma maior integração dos nossos municípios na Euro-Região e ajudar a construir um futuro melhor para as próximas gerações. Para isso é necessária uma gestão eficaz, não de cortes, mas de investimentos no futuro, sobretudo, no emprego, na educação e na cultura.

Seguiremos tecendo pontes de futuro, pontes entre um mesmo espaço natural, pontes sobre um mesmo rio.

 

Uma saudação especial a todos os tomiñenses e cerveirenses

Alcaldeza de Tomiño                     Presidente da C.M. de Vila Nova de Cerveira

Sandra Gonzalez                            Fernando Nogueira